Tag Archives: comunicação

Liderança e Comunicação na Era Digital
      │     26 de março de 2021   │     17:42  │  0

A partir de uma determinada idade, as mentes de algumas pessoas se fecham. Vivem da gordura intelectual que acumularam”. William Lyon Phelps

A humanidade, como vinha se desenhando, mas especialmente a partir do marco histórico-temporal da pandemia que se instalou com a Covid-19, no ano de 2020, entra definitivamente na Era Digital.

Neste contexto, todos temos nos adaptar a esta nova realidade em que as novas tecnologias digitais de comunicação e informação são imprescindíveis em nosso novo modus vivendi. E, se você é um líder, para continuar liderando, o seu foco na comunicação digital é imprescindível.

Esta nova realidade, que já vinha exigindo muita comunicação digital, agora impõe ao líder o domínio da mesma. Ao contrário, a falta de experiência com este novo modus operandi pode causar insegurança ao líder ao usar as Tecnologias Digitais, o que o faz correr o risco de ficar desacreditado quanto aos métodos utilizados.

A era digital exige do líder, mais ainda, uma constante capacitação, atualização e consequente domínio das Tecnologias Digitais de Comunicação e Informação (TDCI) e, nesta linha, dos sistemas de informação necessários para que a liderança, de forma presencial ou remota aconteça.

O famoso escritor americano William Lyon Phelps nos ensina que “A partir de uma determinada idade, as mentes de algumas pessoas se fecham. Vivem da gordura intelectual que acumularam”. Que sejamos nós, caras e caros líderes, daquelas pessoas cujas mentes estejam sempre abertas para novos cursos, novas informações, novos conhecimentos e consequentemente novas formas de pensar, comunicar, agir. Isto sim, caracteriza uma alta performance!

Tags:, , , ,

>Link  

Comunicação consciente e competência emocional
      │     21 de março de 2021   │     23:58  │  0

Não são os fatos reais, mas sim as suas percepções, que provocam as mudanças de humor“. David D. Burns, Ph.D.

A partir do método C.O.N.C.E. (Comunicação Oral Natural Consciente  Eficaz) quero destacar a sua capacidade de comunicação intrapessoal, de viés interpretativo, a partir da percepção da relação entre o mundo e o modo como você se sente. Para isso, com base nos estudos do Dr. Burns, professor da disciplina de Psiquiatria e ciências do comportamento da Stanford University nos Estados Unidos, quero descrever como a relação entre o mundo e o modo como nós nos sentimos depende diretamente da interpretação que fazemos dos fatos.

O professor Burns apresenta o fluxo “fatos-pensamentos-emoções” assim: primeiro, o mundo nos apresenta uma série de fatos positivos, neutros e negativos; em segundo lugar, você interpreta os fatos com uma série de pensamentos através do seu “diálogo interior” (comunicação intrapessoal) e, em terceiro lugar, suas emoções são produzidas pelos seus pensamentos, ou interpretação dos fatos, e não pelos fatos reais. Nesse sentido é importante esclarecer, caro leitor, que todas as experiências que vivenciamos precisam ser processadas pelo nosso cérebro e adquirirem um sentido consciente antes que possamos ter qualquer resposta emocional.

Assim, você estar triste com a pandemia que ora assola o nosso país e o mundo é normal, entretanto se você deixa a tristeza levá-lo à ansiedade, os seus pensamentos – frutos deste “diálogo interior” citado – podem se tornar distorcidos, ou seja, equivocados.  E ainda, a ansiedade excessiva pode levar a um quadro depressivo. Aí você passaria para um quadro anormal, devido a uma percepção equivocada do fato.

Desta forma, uma comunicação intrapessoal assertiva – onde seu “diálogo interno” é capaz de interpretar adequadamente as dificuldades da pandemia e focar, de forma consciente, nos pensamentos e nas ações corretas para enfrentá-la – é a melhor forma de trabalhar a sua relação com os fatos que o mundo lhe apresenta e o modo como você se sente. Consiste isso em uma comunicação eficaz com competência emocional. Líderes, vamos em frente com dois pilares fundamentais: ciência e fé!

 

 

 

Tags:, , , , ,

>Link  

O líder bem-aventurado.
      │     7 de março de 2021   │     12:19  │  0

Bem-aventurados os pobres pelo espírito“. Jesus Cristo.

Jesus disse “…pobres de espírito” ou “pobres pelo espírito”?! Qual a diferença?

É impressionante como tantos grandes oradores e, o que é pior, tantos proclamadores da fé cristã, não reproduzem (e não entendem) o que o maior comunicador de todos os tempos, com mais de dois bilhões de seguidores no mundo, realmente falou.

Vou explicar com a ajuda do professor, filósofo e teólogo Huberto Rohden. Segundo ele “Nem no texto grego do primeiro século, nem na tradução latina da Vulgata (Bíblia), se encontra o tópico ‘pobres de espírito’, mas sim, ‘pobres pelo espírito, ou seja, ‘pobres segundo o espírito’”.

Qual a diferença? Simples: pessoas “pobres de espírito” são aquelas “desprovidas de”…, enquanto “pobre pelo espírito” (tradução correta) significa que pela livre escolha, em uma dimensão espiritual, a pessoa é “despegada de”… (bens materiais, mesmo que os possuam).

Nesse sentido, pessoas ricas de bens materiais podem usar suas riquezas para ajudar não apenas a si mesmas, mas também a muitas outras pessoas por serem capazes desse desapego… ou não e, da mesma forma, pessoas pobres materialmente podem ser tão apegadas ao desejo de possuir bens materiais que se tornam escravas desse desejo… ou não.

A expressão “ninguém pode servir a dois senhores”, cabe bem aqui, ou seja, ou se serve a Deus (foco no espírito) ou ao dinheiro (foco no apego aos bens materiais ou no desejo de possuí-los). Logo, ser rico materialmente não consiste em pecado, assim como ser pobre não constitui virtude. Uma coisa é ser possuidor de muitos bens e outra é ser possuído, ou escravo, de bens materiais ou do dinheiro ou mesmo do desejo disto.

Assim, queridas e queridos líderes, que fique claro: Jesus não disse “pobres de espírito”, mas sim “pobres pelo espírito”, ou seja, “segundo o espírito”. Não apenas as traduções fidedignas, mas também toda a mensagem do maior líder e comunicador de todos os tempos reforça a segunda tradução, como em “eu vim para que tenham vida, e a tenham em abundância” (João 10:10b). Assim, vivamos pelo espírito com vida abundante em alegria e força para a mente, o corpo e a alma. Afinal, quem é capaz de servir a Deus “em espírito e em verdade” pode ser servido por bens materiais e pelo dinheiro.

Reflitamos, pois!

Tags:, , , , , , , , , , , ,

>Link